Professores de Quiterianópolis participam da I Formação do Padin em Fortaleza

0
793

O encontro acontece no Hotel Oásis Atlântico e encerra nesta sexta-feira,10

Professores da Educação Infantil e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (SME) de Quiterianópolis participam da I Formação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Infantil (Padin). O encontro acontece no Hotel Oásis Atlântico, em Fortaleza, e tem o objetivo de aprofundar os conhecimentos dos educadores que atuarão diretamente com as famílias das crianças de 0 a 3 anos de idade, beneficiadas pelo programa. A formação teve início no último dia 6 e encerra nesta sexta-feira,10.

A supervisora do Padin em Quiterianópolis, Marta Loiola, e a técnica de Gestão da SME, Eurisvan Maia representam este município, juntamente com oito professores. “Esses professores serão os Agente de Desenvolvimento Infantil (ADI) que vão acompanhar famílias de baixa renda beneficiadas com Bolsa Família e que possuem filhos de 0 a 3 anos e 11 meses que estão fora da escola”, destacou Marta Loiola.

Supervisora municipal do Padin, Marta Loiola, com o secretário estadual de Educação, Idilvan Alencar.

“Este encontro é essencial para aprofundar os conhecimentos dos educadores em temas sobre as relações família e criança, desenvolvimento e aprendizagem. A visita à família é o esqueleto do Programa, que acompanha as crianças de 0 a 3 anos que não estão na escola ou na creche, mas que precisam desse monitoramento. Os educadores são peças fundamentais para mostrar aos pais a importância do brincar e da leitura para o fortalecimento do desenvolvimento infantil e familiar”, pontuou a primeira-dama do Estado, Onélia Santana.

Marta Loiola com a primeira dama do Estado, Onélia Leite.

Para o secretário da Educação, Idilvan Alencar, os cinco dias de formação são essenciais para o desenvolvimento desta ação pioneira no Estado. Ele explicou que, a partir de março, o projeto-piloto começará a atender cerca de 3 mil famílias de 36 municípios e dois distritos de Fortaleza, que foram escolhidos com base nas altas taxas de vulnerabilidade indicadas pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “O Padin é um programa intersetorial, com referências de outros países e que está diretamente ligado às metas do Plano Nacional de Educação. Pela primeira vez neste Estado, vamos ter uma ação de visita às famílias com foco em Educação, destacando a importância da orientação familiar nesta etapa da vida. Esta é uma ação que o governador Camilo Santana aposta muito. Com esta missão de ajudar as crianças em uma fase muito especial, nós vamos ajudar o Ceará e o futuro do Estado”, destacou o secretário.

Lançado em junho do ano passado, o Padin tem como finalidade formar competências familiares necessárias para garantir o bem-estar físico, emocional, social, cultural, a linguagem, o desenvolvimento cognitivo, as habilidades de comunicação e os conhecimentos gerais na primeira infância. A iniciativa faz parte de um dos eixos do Programa Mais Infância Ceará, desenvolvido pelo Gabinete da Primeira-Dama do Estado, que consiste em três pilares: Tempo de Brincar, Tempo de Crescer e Tempo de Aprender.

O titular da pasta da Educação lembrou, ainda, do compromisso do Governo do Ceará com a educação infantil nos municípios e agora com a primeira infância. “Diferentemente de outros estados, nós estabelecemos parcerias muito fortes com os municípios. Investimos R$ 60 milhões na educação municipal e, agora, faremos vários incentivos na primeira infância. O Estado tem um entendimento de que a educação é corresponsabilidade nossa. Nós da Seduc vamos nos empenhar e criar uma área específica só para tratar desta etapa do desenvolvimento infantil”, afirmou.

Durante os cinco dias de formação, os professores e técnicos de Educação Infantil das redes públicas de ensino municipal e estadual vão assistir a palestras com os temas: “Metodologia de Visita Domiciliar”, Linguagem e o Desenvolvimento Infantil”, “Saúde e Competências Familiares”, “Brincar”, “Política de Assistência Social e Familiar”, “Violência Doméstica na Primeira Infância”, “Saúde da Criança: Prevenção do Estado” e “Infância: Visão Intersetorial”. A partir de março, os educadores farão visitas domiciliares, encontros coletivos e comunitários para acompanhar e orientar as mães, os pais e os cuidadores das crianças de 0 a 3 anos e 11 meses.
Assessoria de Comunicação da Seduc
imprensa@seduc.ce.gov.br

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Quiterianópolis

Cícero Lacerda

lacerda.cicero@gmail.com